Entenda sobre o controle de distribuição de EPI

Entenda sobre o controle de distribuição de EPI

Os equipamentos de proteção individual (EPI) servem para proteger tanto o trabalhador quanto a empresa. Porém, para que tudo funcione bem, algumas rotinas devem ser estabelecidas e respeitadas. Ter um controle de distribuição de EPI pode ser importante para ações judiciais trabalhistas, principalmente em casos de acidentes ou processos trabalhistas.

Continue reading

Consequências do PPRA em atraso

As consequências do PPRA em atraso

As consequências do PPRA em atraso

A NR-9 obriga as empresas a elaborar e implementar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA e a fazer uma análise global todo ano. Saiba o que acontece com quem desrespeita isso.

 

A NR-9 é clara ao estabelecer a obrigatoriedade da elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA, visando à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho.

No seu item 9.2.1.1 ela diz o seguinte:

Deverá ser efetuada, sempre que necessário e pelo menos uma vez ao ano, uma análise global do PPRA para avaliação do seu desenvolvimento e realização dos ajustes necessários e estabelecimento de novas metas e prioridades.

 

Ou seja, toda empresa que possua pelo menos 1 trabalhador deve elaborar e implementar um PPRA e este, deve ser analisado e revisado pelo menos a cada 12 meses.

 

A pergunta que esse artigo vai responder é: O que acontece se o PPRA ficar mais de 1 ano sem atualização?

 

Responsabilidade Criminal

Em caso de algum acidente de trabalho ou de doença profissional, uma das formas da empresa se respaldar, justificando as ações de prevenção dos riscos e através do PPRA. Caso a empresa esteja com o PPRA vencido, a empresa não terá seu principal argumento.

Vale lembrar que tal situação responsabiliza não somente a empresa como também os membros do SESMT (Técnico e Engenheiro de Segurança), por serem igualmente responsáveis. Processos criminais costumam terminar com a prisão dos envolvidos.

 

Multa por parte do Ministério do Trabalho

Sempre que se desrespeita uma NR, no caso a NR-9 PPRA, a NR-28 Fiscalização e Penalidades entra em ação. O atraso à revisão anual do PPRA fere o item 9.2.1.1, seguindo a NR-28 observamos que tal situação gera uma multa que pode variar de 1.691 até 4.929 UFIRs. Caso não seja reparado o erro, uma nova multa será aplicada de 6.304 UFIRs.

O departamento financeiro da empresa não vai gostar muito!

 

Responsabilidade civil em ações trabalhistas

Agora vem a pior parte. Visto que a função do PPRA é a prevenção de riscos, se alguma doença ou acidente for causado enquanto o PPRA estiver irregular, a culpa é da empresa e dos integrantes do SESMT.

Situações como essa costumam gerar valores altíssimos, principalmente se envolver morte ou lesão permanente. Eu não estranharia de o SESMT inteiro fosse “convidado” a procurar uma nova oportunidade de trabalho.

Ferramenta para agendamento de tarefas – Gratuita

A CM Center disponibiliza uma solução desenvolvida exclusivamente para o controle de tarefas recorrentes do SESMT, e o melhor é que está disponível na versão gratuita do sistema.

A agenda de tarefas recorrentes da CM Center inclui:

  • Calendário de atividades;
  • Inclusão automática da próxima atividade;
  • Emissão de alerta com antecedência programada;
  • Cálculo da eficácia das atividades (KPI);
  • Definição do responsável;
  • Registro de quem e quando alterou qualquer informação;
  • Acesso a vários usuários com senha de acesso;
  • Gestão de histórico de atividades;
  • Sistema de busca por atividade;
  • Definição do tempo de retenção;
  • Definição da forma de descarte;
  • Definição do local onde as evidências ficarão guardadas;
  • Acesso criptografado e seguro;
  • Backup em servidor nos Estados Unidos e muito mais.

Ou seja, ter uma ferramenta própria para a gestão de segurança do trabalho não tem comparação com nada que se vê por aí.

 

Outra grande vantagem do sistema de gestão de segurança do trabalho da CM Center é a integração com os seguintes módulos:

  • Controle das entregas de EPI;
  • Gestão do estoque de EPI;
  • Avaliação dos EPI pelos usuários;
  • Sugestão de Compras de EPI;
  • Gestão de Treinamento;
  • Monitoramento dos EPIs em uso;
  • Monitoramento de Equipamentos de Proteção e de emergência;
  • Planos de Ação no padrão PDCA;
  • Registros de Acidentes e Incidentes e
  • Treinamento completo em vídeo.

 

Agora você não tem mais nenhuma desculpa para deixar qualquer atividade do SESMT atrasar. Acesse a versão gratuita do sistema e comece agora mesmo a usar.

ACESSE AGORA!

 

Grande abraço,

 

Alvaro Freitas